domingo, 4 de outubro de 2009

TREINAMENTO DE PERCEPÇÃO DE RISCOS

 OBS: ESTE TREINAMENTO PODE SER APLICADO PARA MEMBROS DA CIPA, INTEGRAÇÃO DE NOVOS FUNCIONÁRIOS E DDSMS. PODE APLICÁ-LO EM SLIDE SHOW (powerpoint) SE PUDER USAR DESTA FERRAMENTA E APROVEITÁ-LO DA MANEIRA QUE MELHOR CONVIR.


O QUE É PERCEPÇÃO DE RISCOS
É o ato de tomar contato com um perigo por meio dos sentidos (audição, tato, visão, olfato, gosto), interpretar essa informação e então decidir o que fazer!






PERCEPÇÃO DE RISCOS É SER CAPAZ DE IDENTIFICAR PERIGOS E RECONHECER RISCOS

COMPORTAMENTO SEGURO É COLOCAR ESSA CAPACIDADE EM PRÁTICA








DESVIO

Qualquer ação ou condição que tem potencial para conduzir, direta ou indiretamente, o dano a pessoas, ao patrimônio (próprio ou de terceiros), ou impacto ao meio ambiente, que se encontra desconforme com as normas de trabalho, procedimentos, requisitos legais ou normativos, requisitos do sistema de gestão e boas práticas.


 
INCIDENTE
 
Evento imprevisto e indesejável que poderia ter resultado em dano à pessoa, ao patrimônio (próprio ou de terceiros), ou impacto ao meio ambiente.


ACIDENTE
 
Evento imprevisto e indesejável, instantâneo ou não, que resultou em dano à pessoa (inclui a doença do trabalho e ou doença profissional), ao patrimônio (próprio ou de terceiros), ou impacto ao meio ambiente.




PIRÂMIDE DE PERDAS




“Trabalhar com segurança é uma luta diária contra a natureza humana”.


PERIGOS X RISCOS

PERIGO
Circunstância potencialmente capaz de acarretar algum tipo de perda, dano ou prejuízo ambiental, material ou humano.

RISCO
Expressa a probabilidade esperada de ocorrência dos efeitos (danos, perdas e prejuízos) advindos da consumação de perigo.








INIMIGOS DA PERCEPÇÃO DE RISCOS

  • Achar que a rotina é sempre igual

  • Achar que isso “nunca” vai acontecer comigo
  • Apostar nas possibilidades (roleta russa)
  • Deixar de realizar a leitura da APR e PT ou PTT
  • Trabalhar com pressa
  • Descuidar dos pequenos detalhes
  • Quando encontrar desvios, dizer: “isso não é comigo”.

FECHANDO AS PORTAS PARA O ACIDENTE
conheça cinco portas que dão acesso aos acidentes

1a. Porta. : PRESSA

Faz com que se ignorem ou se esqueçam passos do procedimento seguro.



2a. Porta. : IMPROVISAÇÃO

Pelo uso métodos, ferramentas, dispositivos , procedimentos incompletos, inadequados e certamente inseguros.




3a. Porta. : EXCEÇÕES

Ao serem desabilitados procedimentos, como por exemplo : “SO DESTA VEZ” ; “ACHO QUE PODEMOS FAZER ASSIM, DESTA VEZ”,etc...




4a. Porta. : PRESUMIR (Assumir algo sem verificar)

“ já deve ter desligado a rede”
“ Isso aqui eu também sei fazer”
“ Se fosse perigoso,haveria um aviso...”




5a. Porta. : PRINCIPIO DA AUTO-CONFIANÇA

“ Comigo nunca vai acontecer,tenho certeza..”

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

5 comentários:

  1. ESTE BLOG É ÓTIMO USO MUITO PARA DAR PALESTRAS NA EMPRESA QUE TRABALHO

    SHIRLLY-TST

    ResponderExcluir
  2. Parabéns a esse blog e toda a sua equipe, vcs não sabem quanto contribuiem com este matrial super informativo.

    SILVIA - TST

    ResponderExcluir
  3. Valeu! esse blog é muito legal todos os conteúdos bem explicativos, o blog esta de parabéns.

    Elisfran-TST

    ResponderExcluir

Expresse sua opinião, comente com inteligência. Sem agressões!