domingo, 9 de agosto de 2009

Modelo de PPRA



NOME DA EMPRESA
PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS- PPRA -
DOCUMENTO BASE

NOME DA EMPRESA
JUNHO ANO 2004

Aspectos Gerais:
Caracterização da Empresa
Filosofia da Empresa
Política de Segurança, Higiene e Medicina do Trabalho.

A Obra
Responsabilidades:
Da Diretoria Do Gerente de Obras
Dos Engenheiros
Da Coordenação
Dos Encarregados
Da Cipa
Planejamento Anual:
Metas
Geral
Específica
Prioridades:
Cronograma de Implantação do PPRA

Estratégia e Metodologia de Ação:
Identificação dos Riscos Ambientais
Avaliação dos Riscos
Controle dos Riscos
Fluxo de Informações
Monitoramento e Avaliações Ambientais

Registro, Manutenção e Divulgação dos Dados.

Avaliação do Desenvolvimento:
Desenvolvimento do PPRA
Introdução
Desenvolvimento
Atividades Específicas do PPRA
Cronograma – Síntese das Atividades Específicas do PPRA
Identificação dos Riscos;
Instalação dos Canteiros de Obras;
Manual de EPI's por Função;
Disposição Final..

ASPECTOS GERAIS:
Empresa:
Endereço:
Inscrição Estadual:
Ramo de Atividade:
Grau de Risco:
Número de Empregados:
EXEMPLOS
01- Coordenador
01 -Engenheiro
01- Supervisor
01 -Técnico dimensional / técnico de soldagem
01 -Técnico de Segurança
02 - administrativo
04 - Encarregados
20 - Caldeireiro/ Montador
14 - Soldador
20 - Ajudante
04 - Pintor
01- Almoxarife
01 - Eletricista

Filosofia da Empresa
(CADA EMPRESA TEM A SUA)


  • Acreditamos que existe uma ordem no universo.

  • Acreditamos na pessoa humana e em sua capacidade de evoluir através do esforço individual e coletivo e do aumento do espírito de confiança e colabora
Política de Segurança Do Trabalho

  • A política de Segurança, Higiene e Medicina do Trabalho da Empresa, está baseada em sua filosofia, que acredita no homem e em sua capacidade de evoluir e desenvolver-se através da educação e do trabalho.
Proporcionar Condições Seguras de Trabalho
Nosso objetivo, através do gerenciamento do Chefe da Obra, é a prevenção de acidentes de trabalho e doenças profissionais. Para tanto é importante proporcionar condições de trabalho seguras aos nossos colaboradores;

O Encarregado é o Homem – Chave da Segurança
O Encarregado é a chave do sucesso nos programas de segurança do trabalho, por estar em contato direto com seus subordinados e por poder utilizar-se de todos os recursos técnicos e administrativos da Empresa para prevenir um acidente;
Integração entre Produção – Segurança – Medicina do Trabalho
O trabalho será considerado completo somente quando apresentar a qualidade desejada e ter seguido as regras de segurança durante sua execução. Assim, cada trabalhador além de seguir as regras de segurança deve utilizar os equipamentos de proteção individual recomendado a cada atividade de trabalho.

A Obra
O grau de risco das obras de construções e reformas industriais é 04 (quatro); estimando-se um efetivo médio de 70 trabalhadores.

Atividade que serão realizadas

As atividades desenvolvidas
Escopo Geral da Obra:
LOCALIZAÇÃO> descrição geral e detalhada do local da obra

Responsabilidades
Da Diretoria:
Prover e alocar recursos necessários para implantação das medidas, métodos ou mudanças de processos que se fizerem necessários para correção, eliminação ou neutralização dos riscos ambientais.
Garantir que o gerente de obras tenha consciência da importância da sua atuação frente ao programa proposto.
Agendar reunião semanal com o Supervisor/Encarregados das obras para se inteirar do cumprimento do programa.
Dos Coordenadores de Obras:
Cumprir e fazer cumprir o disposto neste programa.
Apoiar o SESMT para desenvolver suas atividades.
Incentivar e responsabilizar os demais integrantes do núcleo gerencial da obra para cumprir e apoiar o SESMT, no desenvolvimento dos trabalhos de prevenção.
Dos Engenheiros
Apoiar o SESMT e demais funcionários para cumprir e fazer cumprir o disposto neste programa, no que lhes competem.
Responsabilizar sua equipe para também atuar visando a prevenção.
Manter estreito o relacionamento com o SESMT, comunicando-lhes sobre novos projetos ou modificações nestes, para que sejam providenciadas, em tempo hábil, as análises preliminares de risco, ou a sua complementação.
Participar das análises preliminares de riscos, sempre que convocados, para fornecimento de maiores informações que facilitaram o reconhecimento dos riscos.
Da Coordenação
O SESMT, na figura dos seus profissionais possuirá a coordenação do PPRA e tomará todas as medidas que se fizerem necessárias para garantir seu fiel cumprimento.
Cabe ao SESMT:Informar ao gerente de obras todo trabalho que for desenvolvido, visando o cumprimento do programa, bem como as situações de não conformidade com o mesmo.
Assessorar e sugerir ao gerente de obras, a adoção de medidas preventivas contra os riscos ambientais.
Elaborar mensalmente o relatório – resumo para acompanhamento do PPRA.
Manter cópia atualizada do programa, ficando a mesma disponível para os órgãos fiscalizadores.
Treinar todos os funcionários para participarem da prevenção contra os riscos existentes.
Manter banco de dados que possibilite a identificação dos riscos, por função e o endereçamento das medidas preventivas.
Padronizarem impressos para facilitar o registro dos dados referentes ao desenvolvimento do PPRA.
Dos Encarregados
Cumprir o disposto neste programa no que lhes compete.
Executar todas as atividades cumprindo as análises preliminares de riscos.
Atuarem em conjunto, apoiando o SESMT e, cumprindo as suas recomendações.
Realizar sistematicamente o DDS (Diálogo Diário de Segurança).
Motivar sua equipe para melhor desempenho e segurança, observando os critérios das normas de segurança da BRASIL e do Cliente.

PLANEJAMENTO ANUAL
Deverá ser realizado, sempre que necessário ou pelo menos uma vez ao ano, uma análise global do PPRA, para avaliação do seu desenvolvimento, ajuste que se fizerem necessários e estabelecimento de novas metas e prioridades.
Metas Gerais:
Eliminar, neutralizar ou reduzir a níveis mínimos, os riscos ambientais presentes, tornando-os compatíveis com os limites de tolerância da NR-15 da Portaria 3.214 de 08 Junho de 1.978.
Reduzir as taxas de freqüência para acidentes SPT / CPT.
Prioridades:
Caracterizar as atividades e operações insalubres ou perigosas e adotar as medidas preventivas.
O SESMT deve dar prioridade para o acompanhamento dos trabalhos em elevações positivas e negativas, os que oferecem riscos de incêndio, explosão, projeção de material incandescente e intoxicação por gás/produtos químicos.
Realizar o treinamento introdutório de todos os recém admitidos, contemplando principalmente os riscos existentes, de acordo com as fases da obra, conforme as Normas de Segurança da ( NOME DA EMPRESA)
Não realizar nenhum serviço ou atividade sem liberação das ordens de serviço/análises preliminares de riscos.
Cronograma de Implantação do PPRA

ETAPAS

junho
2004

outubro
2004

Antecipação e Reconhecimento dos Riscos

********
********

********
********

Avaliação Quantitativa


*********
*********

Medidas de Controle


********
********

********
********

ESTRATÉGIA E METODOLOGIA DE AÇÃO
Identificação dos Riscos Ambientais:
Desenvolver através de treinamentos, diálogo diário de segurança, com as equipes e entrevistas com os próprios empregados, um programa de incentivo para que todos eles, inclusive, participem da identificação dos riscos ambientais, baseando, na divulgação das análises preliminares de riscos, divulgação dos incidentes ocorridos.
Manter integração junto aos setores de produção e planejamento para acompanhar todas as atividades que serão executadas.
Conhecer os equipamentos e ferramental a ser utilizado e assim elaborar as análises preliminares de riscos.
Conhecer todas as funções e descrever os riscos inerentes, incluindo aqueles que poderão ser gerados na área interna da (EMPRESA)
Realizar inspeções diárias na obra.
Avaliação dos Riscos:
Deverão ser realizadas avaliações qualitativas e quantitativas que se fizerem necessárias, para conhecimento dos riscos e de seu potencial de danos à saúde. As informações que se fizerem necessários será fornecida pelo cliente
Controle dos Riscos:
Todo risco identificado deverá ser analisado pelo SESMT, para estabelecer os procedimentos de redução ou neutralização, de acordo com os recursos disponíveis.
O Engenheiro e o Supervisor de Produção deverão estar cientes dos riscos da obra e manter estreito relacionamento com o SESMT, para apóia-lo na execução das medidas de segurança, dentro dos prazos previstos.
Os encarregados deverão manter estreito relacionamento com o SESMT e a sua equipe.
Cumprir as recomendações constantes das análises preliminares de riscos ou outras que forem solicitadas pelo SESMT /, observando o prazo para a sua neutralização.
O SESMT determina o uso de EPI, de acordo com as funções, atividades ou riscos.
Fluxo de Informação:
Para todo risco identificado, não contemplado nas análises preliminares de riscos, o responsável pela sua identificação deverá comunica-lo de imediato ao Encarregado responsável pela execução dos serviços e ao SESMT.
Monitoramento e Avaliações Ambientais:
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
REGISTRO E MANUTENÇÃO DE DADOS
Registro:
Todos os dados constantes do PPRA devem ser mantidos arquivados por um período mínimo de vinte anos, conforme estabelece a NR-09 item 9.3.8.2. Eles constituirão o banco de dados do PPRA da obra, compondo o histórico do conjunto de ações integradas e implementadas para garantir um ambiente seguro e saudável aos trabalhador
Manutenção:
Anualmente todo programa deve ser revisado, estabelecendo novas metas ou melhorias.
Divulgação:
Todos os dados estarão à disposição dos empregados, de seus representantes legais e dos órgãos fiscalizadores competentes, arquivados no setor de segurança.
A divulgação do conteúdo do PPRA será feita aos empregados, através de treinamentos, DDS e reuniões semanais com os encarregados.
AVALIAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO
A equipe médica e o coordenador do PCMSO devem tomar conhecimento de todos os riscos inseridos no PPRA e desenvolver a metodologia de monitoramento conforme disposto na NR-07.
O coordenador do PCMSO deve informar ao coordenador do PPRA e ao gerente de obras, quando constatada a ocorrência ou o agravamento de doenças profissionais, através de exames médicos dos empregados, solicitando medidas conforme o item 7.4.8 da NR-07.
DESENVOLVIMENTO DO PPRA
Introdução:
O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais apresentados a seguir contempla todas as ações previstas e descritas que serão desenvolvidas pela (EMPRESA)visando a prevenção de acidentes, a preservação da saúde e da integridade dos seus colaboradores. É um trabalho que consiste na antecipação, reconhecimento, avaliação e conseqüente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho, tendo em consideração a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais.
O PPRA será desenvolvido continuamente, sob a responsabilidade da Empresa, com a assessoria do SESMT e a participação de todos os colaboradores.
Todos os colaboradores serão conscientizados para atuar em conjunto com a Empresa e cumprir suas responsabilidades, executando as Ordens de Serviços, de acordo com os procedimentos de segurança estabelecidos, auxiliando na identificação dos riscos e sugerindo medidas corretivas ou de controle.
O PPRA é parte integrante do conjunto mais amplo das iniciativas da Empresa no âmbito da saúde e segurança do trabalho e por isto está articulado com o disposto nas demais Normas Regulamentadoras, em especial com o Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional – PCMSO (NR-O7).
Desenvolvimento:
Basicamente a (EMPRESA) fará a prevenção contra os riscos ambientais, implantando o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional e o programa de segurança que compreende, de modo geral a realização de treinamentos; orientações diárias sobre segurança; reuniões de segurança; inspeções; campanhas de incentivo a prevenção; avaliação e desempenho das equipes em segurança; registro e análise dos acidentes ocorridos; identificação dos riscos ambientais e dos riscos por função; estudo de projetos; descrição dos cargos e obtenção de informações sobre a obra, com os setores de produção e planejamento; caracterização das atividades e operações insalubres e perigosas; elaboração de análises preliminares de riscos; emissão autorização para trabalhos especiais (PT) para operar máquinas e equipamentos; conhecimento das ferramentas e métodos de trabalho e finalmente a adoção de medidas de ordem prática ou administrativa que permitirão a neutralização, redução ou eliminação dos riscos.
Tanto o PPRA quanto o PCMSO serão administrados pelos seus respectivos coordenadores: Integrantes do SESMT.
Eles verificarão a eficiência na sua aplicação ou desenvolvimento, para prevenir acidentes e doenças profissionais, observando os dados estatísticos, o índice de absenteísmo; se o PPRA está sendo cumprido integralmente ou se existe alguma medida relevante que ainda não foi tomada e que possa comprometer as metas.
ATIVIDADES ESPECÍFICAS DO PPRA
As atividades específicas para o desenvolvimento do PPRA são as seguintes:
Composição do SESMT
Cumprimento das normas internas de segurança, estabelecidas pela Portaria 3.214 de 08 de junho de 1978, baixada pelo ministério do trabalho.
Implantação do PCMSO, PPRA.
Treinamento introdutório
Diálogo Diário de Segurança – DDS
Reunião de segurança:
Com o coordenador de obras e SESMT
Entre os integrantes do SESMT
Com o SESMT e equipes de produção
Inpeções:
Caixa de ferramentas – Encarregado com sua equipe
Inspeção diária na obra
Inspeção mensal em máquinas, equipamentos e veículos
Elaboração / divulgação do mapa de risco
Identificação dos riscos:
Descrição dos riscos por etapa da obra
Descrição dos riscos por função
Elaboração das análises preliminares de riscos
Análise dos acidentes ocorridos
Controle dos riscos:
Uso correto de EPI's
Cumprimento das recomendações constantes das ordens de serviço ou nas análises preliminar de risco, dos relatórios de inspeção e do PCMSO.
Adoção das medidas solicitadas pelo SESMT / Fiscalização, diariamente, ao acompanhar os serviços.
Divulgação das medidas de controle dos riscos, através dos treinamentos, DDS, reuniões.
Análise / registro / divulgação dos acidentes ocorridos.
A estratégia, a metodologia de ação e demais critérios para a realização das atividades mencionadas acima, já foram descritos no programa geral de segurança, que deve ser consultado.
Identificação dos Riscos
Instalação do Canteiro de Obra:
Devem ser instaladas as unidades de apoio (almoxarifado, escritórios de administração, vestiários, banheiros, oficinas) e instalações provisórias (água, esgoto, energia elétrica, etc.), conforme determina a NR-18 da Portaria 3214 / 78 do Mtb -Ministério do Trabalho.
Riscos por Função
funções e as atividades mais freqüentes dentro do canteiro de obras são:
Descrição - PPRA –2004

Coordenador
São responsáveis pela obra e representam a empresa. Coordenam as ações no campo, determinam, tomam decisões administrativas. Freqüentemente circulam pela obra fiscalizando a execução dos projetos. Os engenheiros das diferentes fases, devem utilizar os equipamentos de Segurança que sejam necessário á situação. E´destes que devem partir o exemplo do uso correto e obrigatório dos EPI´s.
Riscos.
Não existem riscos consideráveis, e sim genéricos. A exposição aos mesmos não é direta.
Exames. Conforme PCMSO.
Periodicidade.
Conforme PCMSO.
EPI's.
De acordo com quadro de EPI x Função
Descrição - PPRA –2004

Engenheiros
São responsáveis pela obra e representam a empresa. Coordenam as ações no campo, determinam, tomam decisões administrativas. Freqüentemente circulam pela obra fiscalizando a execução dos projetos. Os engenheiros das diferentes fases, devem utilizar os equipamentos de Segurança que sejam necessário á situação. E´destes que devem partir o exemplo do uso correto e obrigatório dos EPI´s.
Riscos.
Não existem riscos consideráveis, e sim genéricos. A exposição aos mesmos não é direta.
Exames. Conforme PCMSO.
Periodicidade.
Conforme PCMSO.
EPI's.
De acordo com quadro de EPI x Função
EPI's.
De acordo com quadro de EPI x Função
Função.
Descrição - PPRA – 2004


Supervisores.
A responsabilidade direta pelos colaboradores fica a cargo dos encarregados, que na realidade respondem pela qualidade técnica do trabalho.
A Empresa possui encarregados para cada categoria profissional, no canteiro. Estes são subordinados às orientações do Supervisor, que é o coordenador técnico das tarefas cotidianas.
Coordena os serviços de equipe; orienta a equipe na execução dos projetos bem como acompanhá-los; orienta nos procedimentos de segurança para a equipe; fiscaliza os serviços da equipe.
Riscos.
Não existem riscos consideráveis, e sim genéricos. A exposição aos mesmos não é direta.
Exames.
Conforme PCMSO.
Periodicidade.
Conforme PCMSO.
EPI's.
De acordo com quadro de EPI x Função
Descrição - PPRA – 2004
Técnico dimensional
Técnico de soldagem
São responsáveis pela fiscalização e acompanhamento do andamento dos serviços nas diferentes fases.
Riscos.
Não existem riscos consideráveis, e sim genéricos. A exposição aos mesmos não é direta.
Exames.
Conforme PCMSO.
Periodicidade.
Conforme PCMSO.
EPI's.
De acordo com quadro de EPI x Função


Descrição - PPRA – 2004

Técnico Segurança
São responsáveis pela Coordenação do sistema de prevenção de acidentes,
Implantação e acompanhamento dos DDS, palestra de Segurança semanal
Com a participação efetiva de todos os funcionários. Acompanhamento de todos os trabalhos com verificação de risco de acidente in-loco. responsabilizar-se pelo uso adequado de E P I s.
Riscos.
Não existem riscos consideráveis, e sim genéricos. A exposição aos mesmos não é direta.
Exames.
Conforme PCMSO.
Periodicidade.
Conforme PCMSO.
EPI's.
De acordo com quadro de EPI x Função
EPI's.
De acordo com quadro de EPI x Função

Função.
Descrição - PPRA – 2004


Encarregado.
A responsabilidade direta pelos colaboradores fica a cargo dos encarregados, que na realidade respondem pela qualidade técnica do trabalho.
A Empresa possui encarregados para cada categoria profissional, no canteiro. Estes são subordinados às orientações do Supervisor, que é o coordenador técnico das tarefas cotidianas.
Coordena os serviços de equipe; orienta a equipe na execução dos projetos bem como acompanhá-los; orienta nos procedimentos de segurança para a equipe; fiscaliza os serviços da equipe.
Riscos.
Não existem riscos consideráveis, e sim genéricos. A exposição aos mesmos não é direta.
Exames.
Conforme PCMSO.
Periodicidade.
Conforme PCMSO.
EPI's.
De acordo com quadro de EPI x Função


Função.
Descrição - PPRA – 2004

Caldeireiro/montador
Realiza trabalhos em montagem de tanques.
Manuseio de chapas, e Estruturas.
Realizam trabalhos em espaços confinados.(interno de tanques)
Riscos.
Prensamento, esmagamento, cortes e quedas de nível, ferimentos cortantes.
Exames.
Conforme PCMSO.
Periodicidade.
Conforme PCMSO.
EPI's.
De acordo com quadro de EPI x Função

Função.
Descrição - PPRA – 2004

Soldador
Realiza serviço de solda elétrica e tig, equipamentos em geral.
Realiza trabalhos em espaços confinados.
Riscos.
Prensamento, esmagamento, cortes e quedas de nível, ferimentos cortantes,
Exames.
Conforme PCMSO.
Periodicidade.
Conforme PCMSO.
EPI's.
De acordo com quadro de EPI x Função

Função.
Descrição - PPRA – 2004 / 2004


Ajudante.
Realiza tarefas diversas de apoio nos canteiros de obras, requerem grande desprendimento de esforços físicos. Entre outros serviços, geralmente realiza o corte (abertura) de paredes em lugares específicos para a colocação de equipamentos mecânicos ou hidráulicos.
Carregamento de materiais; transporte de carrinhos de mão; abastecimento de material; limpeza do canteiro; preparo de materiais; outros.
Riscos.
Diversos, desde quedas de altura e de nível (mais freqüente), entorses, fraturas, cortes de diversas gravidades, prensamento, , esforço físico, ruído (dos equipamentos).
Exames.
Conforme PCMSO.
Periodicidade.
Conforme PCMSO.
Função.
Descrição - PPRA – 2004

Pintor industrial
Realiza trabalhos em lixamento manual, escovamento limpeza e pintura.
Manual ou com pistola.
Realizam trabalhos em espaços confinados.(interno de tanques)
Riscos.
Queda andaime, intoxicação com produto químico.
Exames.
Conforme PCMSO.
Periodicidade.
Conforme PCMSO.
EPI's.
De acordo com quadro de EPI x Função
Função.
Descrição - PPRA – 2004


Almoxarife.
Colaborador encarregado do controle administrativo de materiais destinados à execução da obra. O ambiente de trabalho basicamente resume-se a um depósito de materiais, ferramentas, equipamentos de proteção individual, etc.
Manter o estoque atualizado; controlar entrada e saída de materiais, máquinas; manter estoque arrumado; controlar ficha de colaboradores atuantes no canteiro de obras; fornecer e substituir materiais e equipamentos quando solicitados pelos colaboradores.
Riscos.
Não existe risco de acidente considerável, existe possibilidade de contaminação devido à possível presença de roedores no almoxarifado.
Exames.
Conforme PCMSO.
Periodicidade.
Conforme PCMSO.
Função.
Descrição - PPRA – 2004

Eletricista
Realiza trabalhos em instalações elétricas ( maquinas de solda, esmerilhadeira, estufas , aparafusadeira, lixadeiras etc.)
Realizam trabalhos em espaços confinados.(interno de tanques)
Riscos.
Quedas de andaimes choques elétricos e outros riscos inerentes a função
Exames.
Conforme PCMSO.
Periodicidade.
Conforme PCMSO.
EPI's.
De acordo com quadro de EPI x Função
Manual de EPI's por Função e/ ou Atividade
BRASIL Eng.

MANUAL DE E.P.I. (s) / FUNÇÃO.
CARGOS
PERIODICIDADE DE TROCA (DIAS)

E.P.I. (s)

1

2

3

4

5

6

7

8
E.P.I.
Novo
E.P.I.
Higienizado
Avental de raspa de couro
X
25
00
Avental de PVC
Bota PVC cano médio
Bota de couro, c/ biqueira de aço, solado, vulcanizado.
X
X
X
X
X
X
X
X
60
Bota de couro, s/ biqueira de aço, solado, vulcanizado.
10
Blusão de raspa de couro
X
25
00
Capacete cor branca
X
X
X
10
Capacete cor azul
X
X
X
X
X
60
Cinto de Segurança Pára-quedista

  • ·
X
X
X

  • ·
X
X
50
00
Luva de amianto
Luva de raspa de couro cano longo
X
40
00
Luva de vaqueta cano curto
X
X
X
X
X
-
X
X
240
00
Luva de PVC
·
Manga de raspa de couro
X
25
00
Máscara de solda de celeron para soldador
X
25
Óculos de baquelite para maçariqueiro
X
05
Óculos contra impacto ampla visão
X
X
X
X
X
X
X
X
150
Perneira de raspa de couro
X
25
00
Protetor facial de acetato
·
·
·
·
30
Protetor auricular tipo plug
X
X
X
X
X
X
X
X
240
Máscara contra poeiras finas e gases
·
·
·
·
·
X
·
·
Vestimenta dolmã (calça, blusão e capuz)
Perneira de raspa
00
Uniforme (conjunto de calça e camisa)
X
X
X
X
X
X
X
X
240
Mascará de Ar Mandado
·
·
·
·
·
00
· - Eventual (retira quando necessário)
9 – Ajudantes
X – Obrigatório (recebe na admissão)
10 - almoxarife
1 – Supervisores / Assist. Técnicos / Engº
11 - pintor
2 – Encarregados
3 – Soldador
4– Administração
DISPOSIÇÃO FINAL
A gerência de obras, representando a diretoria, expressa seu total apoio às medidas propostas no Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, enfatizando a todos seus empregados e líderes de setores ou equipes, a responsabilidade de interromper qualquer atividade ou serviço que represente risco grave e iminente à saúde e segurança.
O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, aqui apresentado, constitui mais um compromisso da (EMPRESA), com seus colaboradores. A Empresa esta consciente da importância do PPRA e de suas obrigações legais quanto ao mesmo, conforme estabelece a NR-09 da Portaria 3.214 de 08 Junho de 1.978 - baixada pelo Ministério do Trabalho.
Todas as ações aqui previstas e descritas serão desenvolvidas pela Empresa, com a proposta de tornar o ambiente de trabalho mais saudável e seguro.
Assume este compromisso representando a Empresa o Coordenador/Gerente de Obras, que será assessorado pelo SESMT.
Cientes:
____________________
(Gerente Regional)
_____________________
(supervisor)










21 comentários:

  1. parabéns Anna.
    seu trabalho está excelente, mesmo para quem já está acostumado a preencher os documentos legais, tem muitas dicas úteis. São assuntos interessantes e de fácil entendimento.

    ResponderExcluir
  2. OLÁ PARABÉNS PELO SEU BLOG MUITO BOM!!

    ResponderExcluir
  3. parbens pelo PPRA, ficou muito bom

    ResponderExcluir
  4. jose roberto guimaraes14 de maio de 2010 15:28

    Parabens pelo ppra que vc representou, esta de parabens.

    ResponderExcluir
  5. e muito bom mas eu esperava mais

    ResponderExcluir
  6. Até que enfim um modelo perfeito e de fácil entendimento. Parabéns.
    Ass. evandro Dore TST Rio das Ostyras

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Anna!
    Seu PPRA ficou um espetáculo, muitas pessoas tem procurado e não encontram, porque são poucos os que se propõem a ajudar.

    ResponderExcluir
  8. Estou fazendo o curso e só tenho 2 meses e precisava de um exemplo de PPRA e o seu esta perfeito mesmo obrigado por me ajudar parabéns.

    ResponderExcluir
  9. Estou elaborando o meu 1º PPRA, e o modelo esta sendo de grande ajuda!
    obragado!!!

    ResponderExcluir
  10. DENTRO DESSE SEU EXEMPLO. COMO FARIA A REAVALIAÇÃO DO PPRA? O QUE MODIFICARIA

    ResponderExcluir
  11. Até que enfim um modelo perfeito e de fácil entendimento. Parabéns.

    ResponderExcluir
  12. vc estar de parabéns

    ResponderExcluir
  13. PARABÉNS, MUITO BOM..

    ResponderExcluir
  14. O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA, considera os riscos ambientais como sendo os agentes físicos, químicos e biológicos existentes no ambiente de trabalho, tão somente para estes agentes deverão ser adotadas as medidas necessárias e suficientes para a eliminação, a minimização ou o controle.
    Acontece que alguns colegas, quando se propõem a elaborar um PPRA cometem uma inviabilidade técnica quando se preocupam em fazer as avaliações ambientais de iluminância nos locais de trabalho. Isso não existe.
    Iluminação inadequada é risco de acidentes e risco de acidentes não consta como sendo risco ambientais para efeito do PPRA, senão vejamos: De acordo com o item 9.1.5 da NR-9 “Programa de Prevenção de Riscos Ambientais”, consideram-se riscos ambientais os agentes físicos, químicos e biológicos existentes nos ambientes de trabalho que, em função de sua natureza, concentração ou intensidade e tempo de exposição, são capazes de causar danos à saúde do trabalhador. É isso aí.
    Qualquer pessoa pode fazer o tal do PPRA, isso fica a critério do empregador. O resto é blá, blá, blá.

    Francimar Víctor Dos Santos
    Tecnólogo De Segurança, Técnico De Segurança e Especialista em Segurança do Trabalho

    ResponderExcluir
  15. estou elaborando o meu primeiro ppra para concluir o meu estagio, e estar sendo muito bom com ajuda do seu blog, parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  16. gostaria que vc mim mandava um modelo de relatorio de inspeção da cipa para mim. ass; adailson

    ResponderExcluir
  17. muito bom, bem clara as inrormações.

    ResponderExcluir
  18. ESTA PERFEITO,O MODELO CERTO QUE EU PRECISSAVA.PARABENS PELA SUA DEIA.....

    ResponderExcluir

Expresse sua opinião, comente com inteligência. Sem agressões!